Os hackers não precisam mais da Internet para entregar malware a dispositivos móveis

Views: 112
0 0
Read Time:1 Minute, 9 Second

De acordo com fontes online, os hackers aprenderam a incorporar cavalos de Tróia e outros softwares maliciosos em powerbanks. Os dispositivos das vítimas são infectados sem estabelecer uma conexão com a Internet; basta conectar brevemente o gadget a um carregador externo com malware. O escritório de segurança cibernética do Ministério de Segurança Pública da China anunciou isso em sua página do WeChat.

A fonte observa que essas baterias externas modificadas são usadas para injetar vítimas de Trojan nos dispositivos. Com a ajuda deles, os invasores podem interceptar e roubar quase todas as informações. Fotos, vídeos, mensagens instantâneas, mensagens SMS de banco e outras informações armazenadas no dispositivo podem cair nas mãos de terceiros. Deve-se notar que tal malware pode passar despercebido por um longo tempo, enviando dados secretamente para servidores de terceiros.

Os usuários de dispositivos com sistemas operacionais Android e iOS podem enfrentar esse problema. Para evitar isso, os especialistas recomendam evitar o uso de carregadores instalados em locais públicos, bem como bancos de poder aquisitivo fornecidos por grandes empresas conhecidas no mercado. Para dispositivos Android, é recomendado desabilitar o “Modo Desenvolvedor”, pois neste estado o dispositivo está mais vulnerável. Você também deve prestar atenção às mensagens que aparecem na tela do dispositivo quando conectado a um carregador, pois em alguns casos os bancos de energia podem emitir um pedido para obter certas permissões.

FONTE: AVALANCHE NOTÍCIAS

Previous post Segurança do endpoint não é antivírus gurmetizado
Next post Chineses contaminam 22 milhões de celulares e são condenados à prisão

Deixe um comentário