Autoridade de Regulação Nuclear desliga sistemas de e-mail após ataque cibernético

Views: 169
0 0
Read Time:2 Minute, 21 Second

A Autoridade de Regulação Nuclear do Japão (NRA) emitiu um aviso de suspensão temporária de seus sistemas de e-mail, provavelmente causados por um ataque cibernético.

A Autoridade de Regulação Nuclear do Japão (NRA) suspendeu temporariamente seus sistemas de e-mail, a interrupção provavelmente é causada por um ataque cibernético.

A agência publicou um aviso em seu site, pedindo que as pessoas entrem em contato com ele via telefone ou fax porque não pode receber e-mails do mundo exterior.

“A partir das 17:00 de 27 de outubro, o 2º ano de Reiwa, o envio e recebimento de e-mails com a Autoridade de Regulação Nuclear foi temporariamente suspenso. Como resultado, não podemos aceitar registros de e-mail para pedidos de audiências gerais, como a Autoridade de Regulação Nuclear e reuniões de revisão.” lê a mensagem publicada pela NRA em seu site. “Se você quiser ouvir, por favor registre-se por telefone ou fax.”

Os sistemas de e-mail das autoridades foram desativados no início desta semana e a autoridade iniciou uma investigação sobre o incidente. De acordo com a mídia, não há impacto nas operações de usinas nucleares japonesas.

O governo dos EUA está alertando para um grupo APT ligado à Coreia do Norte que tem como alvo os EUA, a Coreia do Sul e o Japão para coletar informações sobre política nuclear e sanções.

A mídia japonesa informou que uma parte externa desconhecida conseguiu obter acesso não autorizado às redes da Autoridade de Regulação Nuclear.

“No dia 26, o vice-secretário de Estado Okada disse em uma coletiva de imprensa que havia um acesso não autorizado ao sistema de rede da Autoridade de Regulação Nuclear, o que parece ser um ataque de fora, e o fato de vazamento de informações para o exterior não foi confirmado neste momento eu deixei claro.” relatou o site da NHK.

No momento da publicação deste post, a agência não forneceu nenhuma declaração oficial sobre o incidente.

Mesmo em caso de falha de segurança, o ator de ameaça não teve acesso a informações relacionadas às medidas de segurança implementadas nas usinas nucleares no país, porque essas informações são armazenadas em uma rede separada, explicou a vice-secretária de Estado Katsuya Okada.

“Até o momento, o fato de vazamento de informações para o exterior, incluindo informações confidenciais, não foi confirmado. As informações sobre segurança nuclear são gerenciadas por um sistema independente que não está conectado ao exterior. Isso significa que não há vazamento de informações.” O secretário-geral adjunto Okada disse.

“Depois disso, ele disse: “Recebemos relatos de que a Comissão Reguladora Nuclear continua a investigar em colaboração com o Centro de Segurança Cibernética do Gabinete, etc.” e expressou sua intenção de prosseguir com a análise da causa e evitar minuciosamente a recorrência.”

FONTE: SECURITY AFFAIRS

Previous post Cuidado com o novo golpe do Google Drive aterrissando em caixas de entrada
Next post Empresas que pagam resgates em Bitcoin contra ransomware podem ser multadas no Brasil

Deixe um comentário