Proposta de privacidade para o Bitcoin é publicada

Views: 195
0 0
Read Time:1 Minute, 45 Second

Por Luciano Rodrigues

A Proposta de Melhoria do Bitcoin nº 314, ou BIP-341, parece estar próxima de ser implementada.

Com essa proposta, as assinaturas seriam combinadas com a implementação Taproot no Schnorr via soft fork.

Discussões, propostas, contrapropostas e correções de código duraram mais de dois anos no GitHub. Agora, um consenso sobre a melhor maneira de adicionar assinaturas Schnorr foi alcançado.

Mais privacidade

O desenvolvedor do Chaincode Labs, Pieter Wuille, comemorou a conquista e deu explicações precisas sobre o que foi conquistado:

“Isso adiciona suporte para assinaturas BIP-340 Schnorr à biblioteca de código Bitcoin Core. É uma das muitas etapas para habilitá-los nas transações de Bitcoin”, detalhou.

Wuille também observou que o foco principal da proposta do BIP341 é melhorar a privacidade do script. Desta forma, outras pessoas não poderão ver ou adivinhar que uma transação está sendo feita.

Além disso, ele observou que visa “permitir scripts maiores e mais complexos, melhorar a velocidade de validação e corrigir uma série de erros de longa data”.

Ele acrescentou, por fim, que ainda está em discussão quando e como as assinaturas Schnorr serão ativadas.

Bitcoin e privacidade

O desenvolvedor de Bitcoin, Sanket Sanjalkar, também se manifestou sobre o que aconteceu e sobre as implicações disso.

Segundo ele:

“O que Segwit é para a rede Lightning se compara ao que Schnorr/Taproot é para aplicativos com várias assinaturas”.

Portanto, para Sanjalkar, ambas as propostas de melhoria podem ser correlacionadas e complementadas.

Isso porque, enquanto Schnorr busca melhorar a privacidade e a escalabilidade da rede, o Taproot melhora a execução de scripts e a aplicação de assinaturas criptográficas no Bitcoin.

Nesse sentido, ao combinar as implementações Schnorr e Taproot, várias novas maneiras de usar Bitcoin podem surgir. Uma delas, por exemplo, é a criação de grupos de pagamentos.

Com a implementação do Taproot, é necessária a aprovação da maioria dos participantes do grupo para realizar uma transação.

Então, é aí que entram as assinaturas Schnorr que permitem adicionar chaves que validam as assinaturas do grupo.

FONTE: CRIPTOFACIL

Previous post Empresa ligada ao governo chinês recolhe dados de 2.4 milhões de pessoas na ‘deep web’, incluindo figuras influentes de vários países
Next post Material escolar de graça para beneficiários é o novo golpe usando o Bolsa Família

Deixe uma resposta