Bolsa da Nova Zelândia fora do ar por dois dias vítima de ataque de DDoS

Views: 79
0 0
Read Time:1 Minute, 44 Second

Ataque atingiu a bolsa inicialmente na tarde de terça-feira, mas prosseguiu por duas horas ainda ontem

A bolsa de valores da Nova Zelândia bloqueou o acesso a todos os IPs que não sejam do próprio país ou da Austrália. Esse acesso está restrito desde a última terça-feira por causa de um ataque de DDoS que começou nesse dia e se prolongou até o dia seguinte. Num comunicado publicado na manhã de quarta-feira, a bolsa informou que sofreu “um ataque volumétrico DDoS (negação de serviço distribuída) vindo de outro país” por meio do seu provedor de rede. Segundo o comunicado da bolsa, isso prejudicou a sua conectividade e teve impacto nos websites da bolsa e também na plataforma de informações ao mercado. Em outras palavras, os clientes não podiam acessar o site nem receber as informações sobre o mercado.

A situação obrigou a bolsa a suspender as operações do pregão nos seus mercados por volta da 16 horas da terça-feira. Embora o ataque tenha sido mitigado, sabe-se que ele foi reiniciado no dia seguinte, fazendo as operações serem suspensas desde as 11:30 da manhã até as 3 horas da tarde pelo horário local, que está 15 horas à frente do horário de Brasília. 

O comunicado da bolsa não indica que haveria restrição de acesso para países de fora da Oceania. O CISO advisor fez uma consulta e verificou que mesmo dos Estados Unidos não é possível acessar a bolsa da Nova Zelândia. Em novembro do ano passado, o CERT do país fez um alerta indicando que Estava havendo ataques de com a finalidade de extorsão em várias instituições financeiras do país. O alerta do CERTnz mencionava explicitamente e-mails enviados da Rússia pelo APT (grupo) Fancy Bear.

O comunicado da bolsa da Nova Zelândia não deixou claro se qual era o tipo de ataque de Deus como por exemplo método ou o nome do ator supostamente por trás desse ataque os especialistas acreditam que os atacantes utilizaram serviços de de de de aluguel para atingir 

FONTE: CISO ADVISOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *