Falha de segurança no WhatsApp pode causar roubo de criptomoedas

Views: 196
0 0
Read Time:2 Minute, 0 Second

Por Gino Matos

O WhatsApp conta com cerca de 130 milhões de usuários no Brasil. Todos estes usuários que possuem criptomoedas podem estar em risco.

Conforme publicado pelo portal Tudo Celular, uma falha de segurança está expondo os números de celular no Google. Desta forma, é possível que criminosos efetuem um ataque de “SIM swap” e obtenham dados que podem causar o roubo de criptomoedas.

WhatsApp põe em risco usuários de criptomoedas

No mundo, estima-se que 1,5 bilhão de pessoas usam o aplicativo de mensagens. Dessa forma, uma brecha de segurança coloca em perigo quase um quarto da população do planeta. O pesquisador de segurança Athul Jayaram foi o responsável por descobrir a brecha.

Ele explica que o primeiro ponto negativo é a venda dos números de telefone para empresas de marketing, que podem tirar o sossego com ligações e spam de mensagens.

Os números estão sendo indexados no Google em razão do recurso “Click to Chat”, que em seu link coloca o número do usuário.

Além disso, clicando no link, é possível ver o nome completo da pessoa e sua foto. Consequentemente, o leque para outras fraudes se expande.

Atualmente, o número de celular está vinculado a diversas informações. Carteiras de criptomoedas, contas bancárias e outros serviços passam pelo smartphone do cidadão comum.

Então, sabendo o número, um hacker pode investir recursos para tentar cloná-lo. A prática ficou famosa para roubo de criptomoedas nos últimos anos.

Casos de SIM swap

SIM swap é o nome dado aos ataques em que o número é clonado. O golpe se tornou popular em 2018, e envolve a clonagem do número somada ao contato com a operadora, que pode relevar mais informações.

Um estudante de 21 anos foi preso em 2019 por roubar mais de R$ 20 milhões em criptomoedas, utilizando somente o golpe de SIM swap.

Até mesmo um famoso jogador de League of Legends foi vítima do golpe de SIM swap. Além de uma quantia em criptomoedas, o astro Doublelift perdeu cerca de R$ 1 milhão, retirado de sua conta bancária.

Apesar de ter sido ressarcido pelo banco, as criptomoedas não foram recuperadas. Desta forma, é importante ter cuidado no armazenamento de criptomoedas.

A popularização dos ataques de SIM swap, somada à brecha no WhatsApp, monta um prato cheio para criminosos.

Fonte: Criptofacil

Previous post Falha em sistema do MEC expõe dados até de Bolsonaro e Lula
Next post Honda é alvo de ataque hacker e suspende parte da produção, incluindo no Brasil

Deixe um comentário