Ciberataques Em Portugal Aumentam 176% Em Março

Views: 64
0 0
Read Time:1 Minute, 11 Second

O Centro Nacional de Cibersegurança divulgou o segundo Boletim do Observatório de Cibersegurança com dados sobre o início da pandemia.

Os dados mostram um aumento no número de incidentes registados pelo CERT.PT com o início da pandemia de Convid-19, nomeadamente de phishing, além de um crescimento no número de denúncias ao Gabinete de Cibercrime do Ministério Público, durante o mesmo período.

Entre Fevereiro e Março, assistiu-se a um aumento de ciberataques que utilizam a engenharia social para tirar partido das fragilidades das vítimas. Mais 84% de incidentes entre Fevereiro e Março de 2020 (de 75 para 138), mais 176% de incidentes em Março de 2020 face a Março de 2019 (de 50 para 138) e mais 217% de incidentes de phishing entre Fevereiro e Março de 2020 (de 18 para 57).

Os tipos de ataques mais relatados foram os seguintes:

  • Phishing que utiliza o nome de organizações ligadas à saúde para capturar dados pessoais;
  • Malware distribuído através de emails ou de redireccionamento de DNS;
  • Aplicações com funcionalidades no âmbito da Covid-19, mas que distribuem malware, em alguns casos ransomware;
  • Fraudes digitais que recolhem donativos através de crowdfunding para a falsa compra de materiais médicos;
  • Websites falsos, ou ofertas fraudulentas, para venda de materiais médicos;
  • Venda na darkweb de Kits Covid-19;
  • Campanhas de desinformação que culpabilizam pela pandemia grupos minoritários e Estados;
  • Ransomware a serviços essenciais

FONTE: SECURITY MAGAZINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *