10 medidas para combater crimes cibernéticos durante home office

Views: 124
0 0
Read Time:2 Minute, 24 Second

Especialistas da AGCS destacam uma série de precauções que podem ajudar colaboradores a combater melhor os desafios cibernéticos que o Covid-19 traz

O coronavírus está mudando a maneira como as pessoas trabalham e interagem. Muitas empresas estão expandindo sua capacidade de trabalho remoto e isso, em alguns casos, acaba por reduzir os padrões de segurança de TI. Como consequência, cibercriminosos e hackers entram em sistemas corporativos que antes estavam protegidos, causando violações de dados, chantagem cibernética e falhas nos sistemas.

De acordo com o Allianz Risk Barometer, uma pesquisa anual com mais de 2.700 especialistas em gerenciamento de riscos em todo o mundo, o risco cibernético já era classificado como a principal ameaça para as empresas em 2020 antes mesmo do surto de coronavírus. Os ataques de BEC (Business Email Compromise) ou ataques de spoofing, que geralmente envolvem e-mails para enganar os colaboradores que acabam revelando informações confidenciais ou valiosas, resultaram em perdas fraudulentas superiores a US$ 20 bilhões desde 2016. Estima-se que entre 50% e 90% das violações de dados sejam causadas ou incentivadas pelos próprios funcionários, seja por simples erro ou por serem vítimas de phishing ou engenharia social.

Infelizmente, o aumento significativo de pessoas trabalhando em casa por causa da pandemia do novo coronavírus e que acessam a rede corporativa com uma conexão de rede virtual privada (VPN), apenas aumenta esses riscos, oferecendo uma oportunidade perfeita para os criminosos cibernéticos, como eventos recentes demonstram muito bem.

Em alguns países, dados mostram que o número de tentativas de ataques cibernéticos aumentou cinco vezes entre meados de fevereiro e meados de março. Em abril, o Google detectou e bloqueou mais de 18 milhões de e-mails de malware e phishing e 240 milhões de mensagens de spam diárias relacionadas à pandemia em uma única semana. No total, a gigante da tecnologia bloqueia mais de 100 milhões de e-mails de phishing por dia.

No boletim de risco: Coronavírus: Mantendo a Cyber Segurança Durante a Pandemia, especialistas da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) apresentam dicas e medidas para combater ataques via internet que se aplicam a todos os dispositivos, incluindo os fornecidos pelas empresas para os colaboradores usarem. Confira:

1. Manter softwares e navegadores web atualizados;

2. Ativar a proteção contra vírus e firewalls;

3. Ser cada vez mais cauteloso sobre o compartilhamento de dados pessoais;

4. Manter as senhas seguras e alterá-las regularmente. A regra geral: quanto mais longa, melhor;

5. Proteger emails confidenciais com criptografia e ter cuidado com anexos suspeitos, especialmente se o remetente for desconhecido;

6. Fazer backups regulares;

7. Desligar dispositivos inteligentes ativados por voz e cobrir webcams quando não estiverem em uso;

8. Identificar todos os participantes em reuniões online;

9. Fazer logout quando os dispositivos não estiverem mais em uso e mantê-los seguros;

10. Seguir as práticas de segurança para imprimir e manusear documentos confidenciais.

FONTE: SEGS

Previous post Gigante da saúde Magellan Health foi atingida por ataque de ransomware
Next post Hospitais lutam contra o Covid-19 e contra o Ransomware

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *