Falha em chips Wi-Fi pode afetar celulares e computadores; saiba evitar

Views: 248
0 0
Read Time:2 Minute, 32 Second

Uma falha em chips Wi-Fi pode afetar a privacidade e a segurança de diversos dispositivos. De acordo com um relatório divulgado pela empresa de segurança Eset, a vulnerabilidade, chamada “Kr00k”, está presente em placas de rede de produtos de marcas como AppleSamsung e Amazon. Entre os eletrônicos possivelmente afetados, vale destacar o iPhone XR, o Galaxy S8 e a Amazon Echo de 2ª geração. Com a falha, hackers poderiam invadir os aparelhos e coletar dados sigilosos dos usuários com maior facilidade. 

De acordo com a pesquisa, a vulnerabilidade foi encontrada em chips Wi-Fi fabricados pela Cypress Semiconductor e Broadcom, peças presentes em dispositivos premium do mercado como os iPhone 8, iPhone XR, iPad Mini 2 e MacBook Air 2018. Além disso, smartphones do Google, como os Nexus 5, 6 e 6S, também poderiam ser afetados pela falha. 

O principal problema do Kr00k é que hackers teriam acesso a dados e arquivos enviados de redes Wi-Fi seguras como se as conexões fossem abertas, quebrando o principal método de segurança. Portanto, essa brecha permitiria vigiar todo o acesso do usuário e até coletar informações sigilosas. Além de celulares e computadores, roteadores de Asus e Huawei também estão sujeitos ao problema divulgado pela Eset, correndo um risco até maior de serem invadidos, já que atualizações nesses dispositivos não são recorrentes. 

O que dizem as empresas

TechTudo entrou em contato com as assessorias de Apple e Samsung, que não responderam até o fechamento da matéria. A Amazon também foi procurada, e reforçou que seus dispositivos já receberam atualizações de segurança automáticas pela internet endereçando esta questão”. Google e Huawei alegaram que não vão comentar o caso, enquanto a Asus confirmou estar investigando o caso internamente. 

Vale ressaltar que, de acordo com o artigo publicado pela Eset, as principais empresas já disponibilizaram patches para resolver o problema. 

Dispositivos que podem ser afetados pela falha:

Eletrônicos

  • Amazon Echo
  • Amazon Kindle 8ª geração
  • Apple iPad mini 2
  • Apple iPhone 6, 6S, 8, XR
  • Apple MacBook Air Retina de 13 polegadas 2018
  • Google Nexus 5
  • Google Nexus 6
  • Google Nexus 6S
  • Raspberry Pi 3
  • Samsung Galaxy S4 GT-I9505
  • Samsung Galaxy S8
  • Xiaomi Redmi 3S

Roteadores:

  • Asus RT-N12
  • Huawei B612S-25d
  • Huawei EchoLife HG8245H
  • Huawei E5577Cs-321

Como se proteger

De acordo com especialistas, a principal forma de se proteger é atualizando seus dispositivos para a última geração dos pacotes disponibilizadas pelas empresas. Isso vale tanto para celulares, computadores e eletrônicos em geral quanto para roteadores, que têm falhas mais difíceis de corrigir. Além disso, vale notar a qualidade de sua rede Wi-Fi, já que, de acordo com o relatório, ataques dessa natureza fazem com que a conexão sofra quedas com certa frequência. 

Apesar da vulnerabilidade permitir o acesso mesmo em redes bem protegidas, vale reforçar a importância de modificar suas senhas com certa frequência, já que outros problemas relacionados a roteadores e ao Wi-Fi em si podem levar diversos tipos de golpe.

FONTE: TECHTUDO

Previous post FBI revela que vítimas de ransomware pagaram US$144 milhões em Bitcoin nos últimos seis anos
Next post Falha em câmaras para supervisionar bebés permite que “hackers” acedam a fotografias e vídeos

Deixe um comentário