Hackers invadem sistema de prefeitura no interior de SP e R$ 420 mil são desviados

Views: 95
1 0
Read Time:2 Minute, 23 Second

A Prefeitura de Iguape, no interior de São Paulo, teve o sistema de informática e finanças invadido por hackers e R$ 420 mil foram desviados do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A informação foi divulgada nesta quarta-feira (11) no site oficial da administração municipal.

Segundo informado pela prefeitura, a invasão hacker ocorreu na tarde desta terça-feira (10), por volta das 18h, tendo sido retirada a alta quantia que a municipalidade mantém no Banco do Brasil.

Na data, conforme explicado, a conta do FPM de Iguape recebeu do Governo Federal um repasse de R$ 1.713.797,50. A invasão foi identificada rapidamente pelo departamento municipal de Economia e Finanças e pelo Banco do Brasil, que notou uma movimentação suspeita e fraudulenta.

A municipalidade explica que as movimentações se deram por transferência entre contas do próprio Banco do Brasil, que em princípio permite o rastreio de tudo, com a identificação dos autores e dos beneficiários.

A prefeitura afirma que as providências administrativas, bancárias e policiais estão sendo adotadas, para serem estornados os recursos para a conta. As contas bancárias da municipalidade, como um todo, foram bloqueadas por precaução.

A responsabilidade, segundo a administração municipal, é da instituição bancária e os recursos devem ser restituídos à prefeitura. Nesse sentido, a Prefeitura de Iguape afirma que o banco vem realizando esforços e instaurou processo interno antifraude.

Banco do Brasil

Em nota ao G1, o Banco do Brasil (BB) informa que mantém Central de Monitoramento e que contatou o cliente Prefeitura de Iguape, São Paulo, para alertar sobre possibilidade de fraude logo após identificar movimentações fora do perfil do cliente. O BB ainda providenciou o bloqueio, preventivamente, das credenciais de acesso à conta, o que impediu a realização de novas transferências.

Considerando que os valores foram retirados da conta através de transferências eletrônicas, é possível identificar o destino, bem como os beneficiários pelo CPF/CNPJ. A recuperação faz parte do processo de contestação e está em andamento pelo setor responsável.

O Banco do Brasil informa ainda que mantém estrutura dedicada à prevenção a fraudes e apta a detectar a atuação de golpistas por meio de sistemas e soluções de segurança. Quando detecta esse tipo de ocorrência, o Banco noticia as autoridades competentes e colabora com as investigações por meio do repasse de subsídios no seu âmbito de atuação.

Para agregar maior efetividade a esse processo, é importante que os clientes mantenham suas senhas em total segurança, bem como façam uso de equipamentos confiáveis, livres de vírus e programas de captura de senhas

Pagamentos

Sobre a quantia desviada, foi destacado que o ocorrido não afetará o pagamento do 13º salário (integral ou segunda parcela) dos servidores municipais, que ainda ocorrerá esta sexta-feira (13) como previsto. A administração municipal afirma estar trabalhando para a normalização mais rápida possível dos sistemas e da movimentação das contas.

FONTE: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *